Agora um poema – 20 e poucos anos

Rosas são vermelhas
Violetas são azuis
Não. Não é isso.
Hoje não to pra rima. Ter 20 e poucos anos é uma crise. Acaba com sua autoestima.
Rimou mas foi sem querer.
Questionando o futuro, que depende do agora. As escolhas. A postura. Só amigos. Ou namora?
Achei que não tava pra rima.
É um trabalho, uma empresa, uma escola, uma festa.
São as drogas, as loucuras, as incertezas, e o que resta?
Você erra. Aprende. Repete. Cê não presta.
Te julgam, te exigem, te apontam, te sequestram.
Os sonhos, as virtudes, até mesmo os alicerces.
O que ontem era, hoje não é, e o que será você não quer.
Se quer, já não sabe, pois não sabe o que é.
Testam sua ousadia, sua coragem e sua fé.
Não pode isso ou aquilo, seus sentimentos de mulher.
Ou de homem.
Ou de nada.
Em questão de segundos, uma palavra, um engano.
Era cinza ou cor-de-rosa, era perfeito ou era humano?
A guerra quando acaba, deixa sempre gente morta.
Inválidos, famílias, dor que não se conta.
Se estima.
A nação vencedora, domina.
A nação perdedora, resiliente, reanima.
Qual é o preço? Quanto custa? Quanto é que vale o risco?
A coleção aumenta sempre, mas a graça não é isso.
Até que passa os seus vinte, os trinta e os quarenta.
Quando passar de meio século aí então que você pensa:
“Queria ter amado mais, chorado mais, ter visto o sol se pôr”.

Quem é Deus?

Deus é um senhor idoso de barbas brancas e longas, que mora em um palácio no céu, vive sentado em seu trono, ao lado de seu filho Jesus. Ele avista os terráqueos, os julga, os manipula como quem joga The Sims. Os pune, os recompensa. Deus ensinou o que é certo e errado ao inspirar homens que escreveram a Bíblia há milhares de anos. Deus te ama e como prova disso enviou seu único filho Jesus para morrer em sacrifício aos pecados da humanidade. Será salvo por Ele, aquele que pertencer a uma determinada cultura, usar determinada roupa,  e frequentar determinada igreja.

Não. Deus não é isso.

Deus é tudo o foi, tudo o que é e tudo o que será.

Onipotente e onipresente.

Amor incondicional, puro e infinito.

Não teve início e não terá fim.

Deus é o Pai, do qual fomos feitos a sua imagem e semelhança.

Sim. Isso sim é Deus.

Deus onipresente está aqui e acolá. Dentro de mim e de ti. Sua onipotência é a força que nos vivifica e dá vida a tudo o que é natural. O seu amor é o que nos capacita para a felicidade. Amor sem julgamento e sem rejeição. Deus aceita, perdoa e nos dá uma nova chance em cada amanhecer. Chance de personificarmos a sua divindade. Chance de incorporarmos a expansão do seu amor.

Deus está naquele que compreende o seu semelhante. Ou ao menos se esforça para fazê-lo. E, se não consegue, o aceita por amor.

Deus está naquele que respeita a sua própria pessoa, que entende que é digno de viver com alegria. Que não comete nenhum “pecado” pois entende que as consequências farão mal a si e, por amor-próprio, os evita.

Deus está naquele que conhece o poder das palavras que saem da sua boca e, na sua fala, só cabem palavras de bênção. A fala e o pensamento, em Deus, se equivalem.

Jesus Cristo em sua história de vida, atingiu a plenitude ao praticar o amor e todas as coisas de Deus. Era tão humano quanto nós. Somos tão filhos de Deus quanto ele. Os primeiros milagres são internos e certamente os mais difíceis.

Responsabilize-se.

O inimigo não está há 7 palmos sob a terra. A liberdade que você procura está algemada pelos demônios que criastes e estão dentro de ti.

Sobre O Amor E O Seu Significado

Você já amou alguém?

Certamente sim.

Nossos primeiros amores, normalmente, são nossos pais e familiares e este é um bom exemplo do que é o amor.

Em seguida, aqueles que foram inseridos em um contexto religioso conhecem o amor de Deus, que é o melhor exemplo de amor.

E um outro exemplo que eu gosto muito são os cachorrinhos. Eles sabem o significado de amor.

O que nossos pais, Deus e os cachorrinhos tem em comum para nos ensinar sobre amor??

Todos eles te perdoam, independentemente do seu erro.

Eles te aceitam do jeito que você é, com todos os seus defeitos, os seus erros e apesar das feridas que você pode ter lhes causado.

Eles te amam sem esperar nada em troca.

Te acolhem, te compreendem e te dão carinho, você só precisa aceitar.

Mais tarde quando iniciamos uma relação amorosa com um(a) parceiro(a) nós conhecemos a paixão e ousamos dizer que o que sentimos é amor…

Será mesmo?

Quantas vezes você perdoou seu(ua) companheiro(a)? Quantos dos defeitos dele(a) você acolheu? Quantos dos medos dele(a) você compreendeu? Quantas vezes você foi capaz de tratar até cicatrizar a ferida que ele(a) lhe fez?

Ou você desistiu?

Seus pais não desistiriam de você. Deus não desiste de você. Um cachorrinho não desistiria de você.

A resiliência, ao meu ver, é a principal característica do amor.

Amar significa acolher, aceitar, compreender, perdoar, perdoar e perdoar mais um pouco… E não desistir.

Sendo assim, não havendo desistência, não há fim.

Amor de verdade não acaba.

Sometimes Love Is War

“Love is war” é o título de uma musiquinha muito bonitinha de uma banda chamada “American Young”.

“Love is war” – Ao ouvir isso, num primeiro momento, eu imaginei que esse amor era um amor doente, afinal, o amor não pode ser comparado a uma guerra. No amor as pessoas trocam carinhos… Na guerra as pessoas trocam tiros. Como assim AMOR é GUERRA???

Foi então que eu entendi… O amor é uma guerra sim, mas a luta não se trava um contra o outro e sim os dois contra eles mesmos. Juntos.

E pra que inimigo maior do que aquele que habita cada um de nós?

Essa guerra é uma guerra de superação, compreensão, aceitação.

Lutar contra os sentimentos mais íntimos e legítimos – ainda que depreciativos – como o orgulho, por exemplo, é uma guerra difícil de vencer.

Pra entrar nessa guerra, é preciso muita coragem, afinal, o alistamento é voluntário.

Além de coragem, é preciso força, porque, ao contrário da guerra, onde tudo é destruído, no amor, a força é voltada para a construção… De elos, pontes, alicerces. E isso exige uma força infinitamente maior… É mil vezes mais difícil.

E, assim como na guerra, no amor você precisa olhar no olho do dragão, enfrentar seus medos, suas fraquezas… Olhar no olho do outro e ser resiliente para aceitar um pedido de perdão. Ser resiliente pra tentar de novo. Ser resiliente pra nunca desistir.

O amor é sim, como a guerra: dois soldados fardados de sentimentos bons, dispostos a lutar, se machucar, persistir e levantar a bandeira branca quantas vezes forem necessárias para alcançar a almejada vitória.

Mas no amor não existe vitória plena, a luta é diária e é eterna. Afinal, se cessar o fogo e a guerra acabar, significa que acabou a disposição pra lutar. Acabou o amor.

Hoje faz 1 ano que eu (me) mudei

Hoje faz 1 ano desde que eu lotei meu carro de caixas de mudança e fui embora de Blumenau/SC pra Campinas/SP. Ninguém entendeu nada (e até hoje não entende), minha família suplicou que eu ficasse, mas, mesmo sendo eles o meu amor maior, eu fui. Fui porque muito mais que mero desejo, “ir” era uma necessidade.

Necessário ao meu coração que estava angustiado por novos sentimentos, necessário à minha alma que implorava por novos horizontes, necessário à minha pessoa que, apesar de muito tranquila, tem sede de novidade.

E era isso que eu buscava: O NOVO.

Então, no dia 04 de janeiro de 2015, exatamente 1 ano atrás, eu deixava tudo para ir de encontro ao nada: um apartamento vazio, uma empresa a ser construída, uma sala de aula que não existia e o mais assustador: uma metrópole onde, dentre 1,4 milhões de pessoas, eu não tinha nenhuma. Éramos eu e eu mesma.

Pasmem: não, não foi nenhum pouco difícil.

Claro que eu contava com uma estrutura por trás disso, algumas parcerias comerciais, meus pais, meu amigos que, mesmo distantes, se fizeram presentes me apoiando sempre.

Ainda assim, ninguém compreendia como eu estava “me virando”.

Eu, que nunca gostei dos afazeres do lar, agora era dona de casa e não tinha empregada nenhuma pra me ajudar.

Eu, que sempre estava rodeada de amigos e não parava em casa, agora não tinha com quem dividir uma mesa de bar (ou de restaurante, ou de qualquer coisa).

Eu, tão pequena, tão menina… Me fiz uma mulher adulta. Cresci. Me encontrei.

Com um coração transbordando de fé e um bom humor inabalável, me mantive positiva, tendo a plena certeza de que estava na direção certa e que tudo iria se encaixar da melhor maneira.

E assim foi, das formas mais inusitadas, pessoas maravilhosas cruzaram o meu caminho, aquele apartamento vazio logo se preencheu, meus anseios foram sendo suprimidos e eu aprendi todos os dias.

Aprendi com meus erros, aprendi com exemplos, aprendi com boas leituras…

Percebi o quanto eu devo aos meus pais por tudo o que eles fizeram/fazem por mim. Por tudo o que me ensinaram… E percebi que tenho muito ainda pra aprender e evoluir.

Uma evolução diária e constante. O importante é seguir sempre em frente, construindo dias cada vez melhores.

Hoje, eu olho pra trás e só consigo sentir gratidão. Sou imensamente grata. Grata por ter tido coragem, grata pelas pessoas que eu conheci, grata por cada dia que eu vivi em 2015.

Saudável, sorridente, otimista.

Posso dizer que deu tudo certo. Não na velocidade que eu esperava, mas com certeza com a qualidade que eu gostaria, e ainda melhor.

2016 está começando, com mais algumas novidades, com novas emoções… Campinas foi onde fiz meu lar, e é lá que eu quero estar (lá, pois, ironicamente, estou escrevendo de Blumenau, onde vim passar os feriados).

Direcionei meus passos de acordo com o desejo do meu coração, segui em frente por um caminho de fé e para cada milímetro avançado, ergui minhas mãos aos céus em sinal de gratidão.

Desejei, busquei, confiei.

E assim se fez.

Sobre Encontrar A Pessoa Certa

É uma saga na vida dos solteiros a moda antiga. Cada novo encontro reacende a chama da esperança ao estilo Ted Mosby: “será ele(a) o meu futuro?”. Estamos sempre esperando o destino parar com a dança das cadeiras e finalmente nos presentear com aquela pessoa que surpreenda. Aquele alguém que te deixa um pouco na defensiva porque parece bom demais pra ser verdade. Alguém que supere as expectativas.

Depois de tantos romances rápidos, que te enjoam nos primeiros meses, você começa a ficar na dúvida se existe mesmo a pessoa certa. Você começa a se questionar e pensar que talvez o errado seja você. Você que é exigente demais. Você que não está se permitindo. Você que permaneceu com o coração esgotado depois de ter amado demais um alguém. Ou talvez um coração arrogante que é tão bom sozinho que não precisa de mais ninguém.

Acredite no que eu te digo: o problema NÃO é você.

Não é culpa sua se você espera que o seu companheiro tenha X ou Y qualidades e fulaninho não as tem. Fulaninho não é pra você.

Não é culpa sua se você deseja viver um amor I-N-C-R-Í-V-E-L e ciclano te oferece um amor razoável. Ciclano não é pra você.

Nem o amor deles.

Não aceite!

Não comprometa o seu tempo com essas pessoas. Aproveite o seu tempo para fazer coisas que gosta e que julgue divertido ou importante. A sua pessoa certa vai aparecer… Acredite.

E quando esse dia chegar – o que pode demorar, mas ele chega – você vai olhar pro céu e agradecer por não ter forçado algo com fulano ou ciclano, só porque eles estavam dispostos a te amar.

Quando esse dia chegar, você vai sentir aquela certeza que você duvidava que existia. Vai ser até engraçado pois seus melhores amigos vão dizer: “nossa, ele(a) é tão certo pra você”!

No começo você pode até desconfiar que é pegadinha do destino e que logo logo vai ecoar um “glu glu ié ié” do alto das montanhas… Mas o tempo vai te mostrar que não, você realmente é um ser abençoado. Você realmente está iniciando a melhor parte da sua vida, afinal, tudo é mais gostoso quando é compartilhado com quem amamos.

Você vai olhar pra trás e vai agradecer por ter tido coragem de ter deixado no passado todas as pessoas que, por mais que fossem boas pessoas, não representavam o tesouro que você buscava e não eram merecedoras de receber o tesouro que você guardava.

Eu te garanto: vai ser tudo o que você espera e ainda mais um pouco!

Por isso, nas noites de carência durante o inverno de julho ou em qualquer outro momento que você gostaria muito que aquele alguém já estivesse na sua vida, respire fundo, apazigúe seu coração, preencha sua alma de fé e fique tranquila(o), pois ele(a) está vindo.

Talvez chegue daqui 1 dia ou daqui 1 ano. Ou pode ser que passe pra dar um oizinho e retorne só depois de muito tempo. Mas vai ser no tempo certo. A pessoa certa. Um amor perfeito dentro das suas imperfeições. Preferencialmente, sem limites. Aconchegante. Confortável e agradável. Gostoso e tranquilo mas com um toque de insanidade.

Que seja bom demais pra ser verdade, mas que seja.

Vídeos novos!

 photo tarolandonoyoutube_zps590ee0fa.png

Oii você, boniteza que acessa esse bloguinho abandonado de meu Deooos! Eu ainda sonho que um dia voltarei a atualizar esse espacinho everyday. BUT, enquanto esse dia não chega, vamos conferir as últimas atualizações do meu canal no YouTube: photo aperteoplay_zpseaf83b80.png

Se ainda não é inscrito, lembre-se de se inscrever :D É só clicar em inscreva-se, nessa coluna aqui do lado direito –>

Beijoquitas :*

Passo a Passo Detalhado Maquiagem Curinga <3

Oiii gente! Tudo bem?

Publiquei um vídeo com o passo a passo detalhado da maquiagem que é minha curinga e eu acho linda linda *-* No vídeo também conto várias dicas e truques pra você adaptar o smokey ao seu tipo de olho… Pra conferir, aperte o play:

Espero muito que tenham gostado!!

Um beijão,

Jaque

1 2